segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Uma brisa

És minha inspiração
e sei tua história
Pudesse ser eu tua libertação
e tu a minha Glória!!!!!!

15 comentários:

Anónimo disse...

Beijo profundo do tamanho deste mar, que nos separa...... ...... ..

O2 disse...

motsyUma brisa, suave, tão breve como uma onda do mar.......... inspiração em noite de lua cheia, historia de embalar... rebentação de poesia na areia que os pássaros tendem beijar... ..................uma brisa, suave, tão breve, como uma onda do mar.... a mais cristalina libertação, alimento de glória.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Como se as palavras fossem beijos longos e eternos na pele e a pele fosse o mais branco de todo o papel e no meio eu me escreve-se toda sem ar apenas usando este ponto como esconderijo no fim.

Miguel Barroso disse...

escreve-se bem por aqui. gostei do blog.


Abraços d´ASSIMETRIA

DO PERFEITO

L. Malloy disse...

Senti este poema em especial!
Muito bom.

Quanto à piranha, não tem qualquer paralelo coma minha vida. Apenas descrevi uma situação engraçada/sádica pelo meu estado de espírito.

Quanto ao meu destino, se por ventura aquela ideia fosse real, ela não seria o meu destino por não me controlar. Simplesmente isso.

Muito Obrigado por me acompanhar.
****

L.

Pedrasnuas disse...

Anónimo

Há imensa coisa que nos separa mais profundamente que a grandeza desse mar!

Pedrasnuas disse...

02

Cerro as pálpebras e construo o

cenário...Magnífico!!!!!

Pedrasnuas disse...

Olá Miguel. Bem chegado aqui!

Pedrasnuas disse...

L.Malloy fico mais sossegada!

Expressaste maravilhosamente bem!

Como não foi...podia ser um apelo desesperado!
Há muitas formas de se chamar à atenção...de enviar sinais!!!!!

Sabes, revi-me!!!

Convido-te a acompanhar a história dos meus sonhos e desastres

OUTONO disse...

És a minha história
De uma solta libertação
Amargo doce ciclo de Glória
Musa, canto odor e inspiração!

Pedrasnuas disse...

Ergo-me ,aplaudo e sem a inspiração devida faço-te uma vénia de reconhecimento!!!!

Muito bem ,muito bem Outono!!!!
Maravilha a tua!

O Faroleiro disse...

«Pudesse ser eu a tua libertação»

Encontros e desencontros
Perpendiculares e paralelas
Indecisões, cobardias
Sofrimento
Solidão
Frio

Pedrasnuas disse...

Olá Faroleiro.Belo poema!!!

Gostei muito...tão eu!!!!

Pedrasnuas disse...

Foi com surpresa que olhei para trás e vi o teu farol...
Segues o rasto
da minha poesia
feita de trapos
Não te deixes enganar
por ela...
A minha parca poesia...
Arco manchado ... arte!!!

Carla disse...

ser a libertação de alguém é desejar a perfeição, normalmente é mais fácil cercear ou qeu libertar...gostei
beijos e bom fds

Pedrasnuas disse...

Libertar é dar oportunidade de livre arbítrio...

Quem vier que venha por bem

Bjs e bom fim de semana