sexta-feira, 15 de maio de 2009

Alvoroço

Um mundo alucinado!
uma existência perdida
nunca sei de que lado
está essa mesma vida

Agulhas espetam-se...
no firmamento
t r a n s p o r t a m dentro
o sopro do vento

Um rasgo de solidão
parte sem dó a luz
Ergue o rosto a oração
lentamente escorrega da cruz.

PUBLIC EM 97

5 comentários:

clic disse...

Uma existência perdida
Encontra a luz num lamento
E a solidão dessa vida
Voa no sopro do vento


(Apeteceu-me... espero que não te importes...) :)

ADiniz disse...

Quando começo a falar
nos mesmo tom do mundo
sei que esta na hora
de ouvir o vento,
alinhar meio centro
e sentir o rosto da luz,
acender na pineal,
outra vez.
Pronto, cá estou.

Pedrasnuas, um abraço com todo crinho por ti sentido.

Pedrasnuas disse...

NÃO ME IMPORTO CLIC...ATÉ GOSTEI...:)))

ANA, VAMOS ENTÃO ESCUTAR A VOZ DO VENTO...E SENTIR O AFAGO DA LUZ...

LADYS... ABRAÇOS CARINHOSOS

Su disse...

..o sopro do vento
alucinado
escorrega lentamente

(tentei brinquei com tuas palavras)

jocas maradas de sentires

Pedrasnuas disse...

BRINCA SU...COM O SOPRO DO VENTO
JOCA MARADA