domingo, 12 de julho de 2009

UM AMOR

VAGUEAVA BOLIANA COM AQUELES OLHOS CELESTIAIS
UMA TARDE SURGUIU ABRONO SEU POETA
- DONZELA MINHA QUE NAS VOSSAS MÃOS GUARDAIS?
INCRÉDULA ...ESTACOU INDA COM AR PATETA
'
- QUE FAZEIS AQUI NO CEMITÉRIO?
- NÃO PEÇAS POR MINHA ALMA...
DEPOIS PROFERIU COM AR SÉRIO:
-SERÁ MELHOR FICAR CALMA...
'
BOLIANA - DISSE ELE- VEJO AS RÉDEAS NA MÃO
ONDE ESTÁ MEU CAVALINHO?
- PERDOAI SENHOR MEU AMO
ENVENENEI EU PRÓPRIA SEU COPO DE VINHO...
'
- CONFESSAI AGORA VOSSO ACTO MESQUINHO!?
- MINHA PASSAGEM SEGUIU OUTRO DESTINO...
APROXIMOU-SE E APERTOU-LHE O PUNHO
- ABRONO, FOI POR UM AMOR AMORDAÇADO...
'
- CEGO FUI QUE NÃO NADA VI... FALAI -ME AGORA DESSE CANALHA
- NÃO FOI COM UM HOMEM QUE PERIGOS VIVI
- AGORA COM O CÉU POR TESTEMINHA ...NÃO TEMAIS... NÃO O LEVO À FORNALHA
'
-SENHOR ,GENTIL SENHOR, AMADO DE AMIGO FOSTES
SÓ QUE FOI ELA QUE DORMIU NA MINHA CAMA...
-NÃO VOS ENTENDO BOLIANA...
-ABRONO,MEU AMIGO,MEU CORAÇÃO PERDEU-SE POR UMA BELA DAMA.

6 comentários:

Su disse...

gostei de ler.t

vagueei.................

jocas maradas

Fernanda disse...

O amor não escolhe,...apenas, acontece...
Gostei da tua história,...dos nomes,...da época,...das imagens...

Onde a tua imaginação te leva...:))

Um beijo

Pedrasnuas disse...

AMOR É SEMPRE AMOR, NÃO ESCOLHE RAÇAS,CREDOS,SEXOS OU OUTRO...

BEIJINHOS AMIGOS

Nilson Barcelli disse...

Este teu texto é surpreendente.
Primeiro, porque boliana, se não me engano, é uma planta. Mas não faço ideia se há pessoas com esse nome...
Segundo, porque o formato do texto é como que medieval. Faz-me lembrar outros textos de autores consagrados.
Mas gostei imenso. Parabéns pela tua criatividade.
Beijo.

Pedrasnuas disse...

NILSON, NÃO SEI SE BOLIANA É NOME DE PLANTA...NO LIVRO DA 4ª CLASSE DA MINHA MÃE HAVIA ESSES NOMES ATRIBUÍDOS A PESSOAS ...HÁ 70 ANOS...
É MESMO SÓ PARA LEMBRAR AUTORES CONSAGRADOS...
FOI UM MOMENTO DO ACASO...

OBRIGADA

BEIJO

AnaMar (pseudónimo) disse...

De passagem rápida para um beijo de saudade.
Passarei com mais tempo...Quando regressar de vez.