quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Quando te vejo

'

ESTE ESPAÇO QUE NOS MEDEIA,
ENROLA,
ESFOLA A VONTADE,
E BLOQUEIA OS SENTIDOS...
'
UMA ARMADILHA SEM OLHOS
ESTAÇÃO SEM ESTAÇÃO
MALA VAZIA
E ALMA DESFEITA
'
HORA SEM TEMPO
RELÓGIO LENTO
É FOGO ATEADO
EM LAVA QUENTE

5 comentários:

ADiniz disse...

"...Quando a gente ama e espera... espera
Um dia assim chegar
Chegou!
É, eu já sei como iluminar a nossa fonte
É, eu já consigo ir além do horizonte
É, e os detalhes tão pequenos de nós dois
Ficaram pra depois... depois, depois, depois, depois
É, sonhei de tudo como um dia de domingo
É, o que vier para nós dois será bem vindo
É, só não demore quanto ao tempo pra chegar
Chegou!
Quanto tempo te esperei
E o passado assim passou
Hoje o céu mudou de tom
Pra falar do nosso amor
Acho que chorei igual
Como a chuva no quintal
Acho que sonhei do bom
Hoje o céu mudou de tom
..."

Esse poema me lembrou essa canção de Carlinhos Brown.
Beijinhos Pedras... e um bom final de semana.

Pedrasnuas disse...

MUITO OBRIGADA PELO CARINHO QUE TENS SEMEADO POR CÁ...VOLTA SEMPRE QUE TE SENTIRES BEM E SE OS MEUS TRABALHOS TE FIZEREREM ALGUM SENTIDO...

ANA,MUITOS BEIJINHOS E BOM FIM DE SEMANA

Ricardo Calmon disse...

"Em vulcânicos versos esses,mais uma vez,em erupção cardíaco seu,jorra de amor palavras,voce divina é,entre nuas pedras suas!
Bzu mãos suas pessoa miga caríssima nossa!

Viva Vnida!

Parapeito disse...

:))
Até queima Pedrasnuas!!
àhhh mulher vulcão!
Gostei :)
Dias cheios de água fresca****

Ricardo Calmon disse...

Pessoas como voce,em humana girassol forma,dependente nos deixa,de néctar seu,em dígitos forma,queremos mais melllllllllllllllllllllllllllllllll!
Viva Vida!

Bom Domingo Amada Amiga!