sábado, 26 de setembro de 2009

sábado, 19 de setembro de 2009

Às vezes...

ELAS SOLTAM AS AMARRAS QUANDO MENOS ESTOU PREPARADA...
FICAM VISÍVEIS NAS MINHAS MÃOS
E EU DEIXO-AS ESCORREGAR
UMA
A
UMA
QUE TOLICE...
QUE DESPERDÍCIO...
UMA PENA
SEM TINTA
SEM BICO
SEM PAPEL
DO BRANCO MAIS PURO...
SUJO
PELAS MINHAS MÃOS
VAZIAS ...
UM ESPAÇO
ESBURACADO
POR ONDE SE PERDEM
AS MOEDAS
DA INSPIRAÇÃO...

domingo, 13 de setembro de 2009

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Não

'

NÃO DESPRENDAS
OS TEUS OLHOS
DOS MEUS

'

NEM PERMITAS
QUE
SE
COLEM
DESEJOSOS
DE
OUTROS
CÉUS...

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

TENHO

UMA PENA ESCONDIDA
TOLHIDA
PERTURBADA
CHEIA DE FRIO
QUE TRESPASSA
A GARGANTA SECA COMO A URZE.