sábado, 24 de outubro de 2009

Os últimos vestígios

O VENTO VAI RISCAR
A ÁGUA APAGAR
FICARÁ SOMENTE
A TÉNUE
MEMÓRIA
DO MEU NOME
ESCRITO
NA PALMA
DA TUA MÃO...

ATÉ QUE ...
MAIS NADA IRÁ RESTAR...

5 comentários:

ADiniz disse...

O VENTO ACARICIA,
A ÁGUA ME REFRESCA
A SEDE AINDA POR SENTIR
DE TEUS OLHOS ENCONTRAR,
E NA PALMA DE MINHA MÃO
ENTINTADA E GRAVADA
COMO PROVA DO ARTISTA
ASSINADA E EMOLDURADA
ENDEREÇADA
COM DESTINO CERTO
IREI ME FAZER
DE CARTEIRO E POETA
PRATE ENTREGAR
MINHAS VERDADES
E SELAR TUA BOCA
AINDA QUE SEJA
SÓ PRA TE VER

BJINHOS

Sereia disse...

Obigado pela tua visita e pelo comentário, foi simplesmente maravilhoooooooso...
O q me atrai nos seus blos é a tua sensibilidade e este é um sentimento q enriquece a alma e valoriza o ser humano q vc é...
Um lindo dia...
Bjssssssssssssssssss

Sereia disse...

Me perdoe pela quantidade de recados q foram emitidos,o fato é q eu ñ sabia q eles estavam sendo enviados...Desculpe,blogueira nova no pedaço,rsrsrsr...
Um bom dia

as velas ardem ate ao fim disse...

éfemero..somos todos, não é?'

um bjo

Parapeito disse...

minha linda...os verdadeiros vestigios nao desaparecem :) ficam
guardados na hipoderme :)****