sábado, 2 de outubro de 2010

No êxtase da chuva

Inspiro a bruma
o peito sobe...
a névoa pálida
leva-me ao céu
A meio do Inverno
em taças de espuma
sorvemos a bebida
pura,cristalina...
Num rumorejar perene
o nevoeiro galga-me a boca
rendido...entra em mim
Sem pudor...
toma-me por fim
Em gestos bruscos
 deixa-me louca...
O vento morde-se de inveja
assaltado por visões imortais
A nostalgia enterra a vergonha na grama
Os reflexos escondem mil cristais
Então o tempo muda
afasta o nevoeiro
e exibe as mãos alvas e esguias
Toma-me de assalto,causa-me arrepios
Sacode os cabelos longos e ondulados
enlaça-me num abraço frio
nos olhos...um fulgor maroteiro
Rasga-me as vestes em tiras de papel
indefesa entrego-me assim...nua
E no desvario da sua expressão
cala-me o pensamento
ruidoso suga-me os mamilos
com total sofreguidão
A chuva penosa chora baixinho
a sua triste canção
 As flores  encharcadas de água
bocejam com um ar resmungão
Os pinheiros altos
esguedelhados
ondulam excitados
roçam-se contra o ar
esfiapados...
A floresta lúgubre
e embevecida
escoa em sussurros e gemidos
O tempo tomba sobre mim
vencido pelo cansaço
pelo fluído solto
A terra surpreendida palpita docemente
povoada no corpo por biliões
de gotículas minúsculas
com o aroma delicioso.

Destina-se à Fábrica de Letras e o tema de Outubro é "O cheiro da chuva"





20 comentários:

Mari Amorim disse...

Querida,
que lindo poema!
Grata por suas visitas,e desejo-lhe
dias felizes sem medidas!
Boas energias,
Mari

Ricardo Fabião disse...

Gostei da personificação dos elementos da natureza.
Você produziu um lindo poema; carregado com tintas fortes, com verbos que exprimem emoçoes vibrantes, paixões.

Gostei especialmente do som das palavras.
Fui ao limite de tudo.

Primeira vez aqui; retornarei.

Beijos.
Ricardo

Poetic GIRL disse...

Que belo poema, gostei muito! bjs

Mgomes - Santa Cruz disse...

Ola Menina. Lindissimo poema, ainda pro cima com uma personificação à natureza.
Beijos
Santa Cruz

Sandra disse...

A CHUVA TBÉM NOS INSPIRA A FAZER POESIA. BELA PARTICIPAÇÃO, AMIGA.
SANDRA

ADiniz disse...

Ah... essa Sra atmosfera
Donna de sua experiência
Brinca com a menina natureza
Penetrando por todos seus movimentos
Levando-a ao seu clímax
o mais prolongado
de toda sua existência
essas meninas...
uma perfeita harmonia
até parece uma ilha vulcânica.

Olha...desejo agradecer por ter me acompanhado por todos estes tempos, sempre como este carinho.
Bjinhos ao pêssego pra vc P.N
carinhosamente AD

Fernanda disse...

Muito bonito o teu poema!
A chuva, parece que trás sempre a solidão atrás e pensamentos frios, mas há o mistério dos dias cinzentos e aí...já pode navegar a nossa imaginação e descobrir imagens como por exemplo..."A terra surpreendida palpita docemente povoada no corpo por biliões de goticulas minúsculas com o aroma delicioso"
:)

Bjs

Manuela Freitas disse...

Um êxtase da Natureza em todas as suas vertentes, com uma sensibilidade muito visceral! Senti bem esta «chuva» e gostei!
Beijinhos minha querida,
Manuela

Ana Oliveira disse...

Ah...a bruma...a chuva...

O mistério e a água sempre razão da alma e nas buscas do corpo.

Lindo!

Um beijo

Sheila disse...

Que, lindo ,este ler de linha em linha,traz a vontade de consumir as palavras, pra chegue ao desfecho final, sabendo que este será de intensa qualidade.De puro lirismo, afinal a chuva o envolvimento,e o Êxtase,são a combinação perfeita da vida.

beijos.

Ana disse...

Hum....eu bem sabia que adorava a chuva, o tempo chuvoso, as tempestades. Só não sabia era porquê.
Agora já sei.
É por ser inspiradora deste tipo de sensualidades :-))
Bjs para o meio do Atlântico.

Fê-blue bird disse...

Um cheirinho a chuva acabada de cair!
Perfeito, completo e cheio de gotas de talento.

Beijinhos

Su. disse...

E foi assim que tiveste um caso com o tempo... haja sempre amor para dar!

:)

Beijo

AC disse...

Pedras, benditos elementos que proporcionam tal simbiose!

Beijo :)

Tatiana disse...

Belíssima inspiração...
Pude sentir o cheiro da chuva misturada a terra e encantos.

Maravilha de ler e sentir!

Beijos com meu carinho

Nilson Barcelli disse...

Pedras, o teu poema é magnífico.
Gostei imenso.
Beijos, querida amiga.

JPD disse...

Lindo, lindo.
Uma narrativa admirávelmente composta.
Parabéns.
Bjs

Brown Eyes disse...

Olha olha como ela se está a revelar uma excelente poetisa! Nota 10 Pedras, sem dúvida. Beijinhos

Natália Augusto disse...

Gostei do poema. Tem garra, a força da palavra e da própria Natureza.

Caminhe em frente.

:))

Poetic GIRL disse...

Adorei o poema, lindo mesmo! bjs