sábado, 23 de outubro de 2010

Uma certa Lady...

Minha bela   senhora
penteada de azul
é chegada a hora
de remar para sul

Convido-a a sentar na carrugem
apesar das suas contradições...
venha tomar comigo uma aragem
na chama das minhas ilusões

Que os meus discursos não a façam adormecer
nesta  tarde que nos enche de emoções
mas tudo depende do seu querer...
nas longas claridades de platónicas paixões

acompanhe o trajecto da verdade
depressa encontrará meu sentimento
levará com certeza no bolso a saudade
e a recordação de um bafo quente

Menina... vós sois uma andorinha
Conservai então  essa frescura para mim
pois sou tão digno  de vós...
e quero-a toda   purinha
porque sou seu  amor primeiro.

11 comentários:

JB disse...

E com tamanha delicadeza masculina nos versos de uma escritora feminina, enchi-me de emoções e apeteceu-me viajar...

Senti um delicioso toque romântico num delicioso desejo de amar... the lady in... blue :)

Beijinho

JB disse...

:)))

E soubesse eu de um pomar assim!
Obrigada!

Beijinho

ADiniz disse...

“...
mas tudo depende do seu querer...
nas longas claridades de platónicas paixões
...
depressa encontrará meu sentimento
...”

Tão fugas quanto as gotas azuis no alvorecer
O viajante dos mares.

Bj feito farfalla em lua cheia a vc PEDRA

Manuela Freitas disse...

A menina é uma caixinha de inesperadas surpresas!...
Gosto da tua poesia e desta também, se eu a recebesse ficaria muito feliz, está cheia de «charme» e isto só pode vir de uma alma eleita!..

venha tomar comigo uma aragem
na chama das minhas ilusões
(Claro que agradável!)

nesta tarde que nos enche de emoções
mas tudo depende do seu querer...
nas longas claridades de platónicas paixões
( Paixões platónicas é o meu forte!!!)

levará com certeza no bolso a saudade
e a recordação de um bafo quente (Seria inesquecível, com certeza!)

e quero-a toda purinha
porque sou seu amor primeiro.
( Se já um mistério se insinuava, aqui adensou-se! Este senhor que escreve à Lady quem será? Que é o amor primeiro? Deves querer chegar a alguma coisa, que eu não chego!!)

Deixás-te-me a pensar neste enigma, se é enigma, pode ser minha invenção!...

Beijinhos,
Manú

Mgomes - Santa Cruz disse...

Ola Mas que doçura de poema e com tanta delicadeza foi escrito, foi mesmo uma lady que escreveu.
Beijos
Santa Cruz

Nilson Barcelli disse...

Gostei do tom e do som das tuas palavras.
És uma actriz da poesia... sabes representar muito bem através das palavras.
Gostei muito, querida amiga.
Beijos.

Yon disse...

Lindo poema!! Gostei do seu blog, estou te seguindo e retornarei para ler mais!
Abraços ...

Espaço Aberto disse...

Nós quem agradecemos a sua participação e carinho dedicado ao blog!

E por falar nisso...

Estamos com uma nova proposta em nosso Blog.
Desta vez queremos a sua ajuda para a construção de um Conto Coletivo.
Venha participar, sua ajuda será fundamental para que a estória tenha sequência.
Um abraço carinhoso

Marcos Campos disse...

Muito bonito! Romantico!
Beijo!

AC disse...

O amor primeiro fica sempre na primeira linha das recordações...

beijo :)

Em@ disse...

ai Pedras...que interessante este teu exercício de cavalheirismo do início do século XX, finais do XIX.
:))))
só não acredito nessa dos primeiros amores eheheh