sábado, 9 de novembro de 2013

Passa o som e deixa um espaço...


_________________________
A distância percorrida é leve, fina espessura,
Resistente, persistente
Nesta suspensão algo demorada
O borrão afogueado e rubro
Invade a toalha alva.
Embebeda-se…
encharca-se de pureza.
O vazio estende-se, pendura-se no estendal
da roupa e redemoinha  nas guitas
quase enforcado no gesto colérico, brusco…desmedido
e o sangue espicha, guincha  na tranqueta, solta-se e
espeta-se na camisa … a denúncia !
Um sopro, ar sorvido  e expelido com abundância …a caravela
periclitante foge primeiro de mansinho…depois  corre doida mar acima, mar abaixo…
apanhada no susto sem tamanho…
o horizonte desalinha-se, inquieta-se
da tinta que se desencontrou do suporte…
forma meandros sinuosos
longos…estradas apertadas
nostalgias largas
e no momento da derrapagem  o sono trai o controlo
a caneta falha
e rola desesperada  para fora das orlas
tudo perdido…ou quase…
vislumbra-se na distancia o lenço branco
a vela rasgada e sem esperança …
e a  mão mecânica persegue
insistente o sofrido algemado
nas veredas do que mói e até dói
no fundo do poço a aliança
para sempre restabelecer
a digna confiança…
PN
9/11/13




9 comentários:

SANTA CRUZ disse...

Pedras Nuas: Lindo poema vale sempre apena visitar o teu blogue, tenho pena de não poder vir mais vezes.
Beijos
Santa Cruz

Manuela Freitas disse...

A tua imaginação é surpreendente e sempre transmitida com toda a veemência, Gosto sempre de te ler e ir penetrando nessa teia onde te enredas e me enredas.
Beijinhosss

Mz disse...

Aqui nada se perdeu. Todas as palavras se enquadram na lógica de um pensamento.

Lindo.

Bjs

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um poema profundo e escrito com os dedos da alma...no mais profundo de ti.
E eu adorei.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Fê blue bird disse...

Um poema onde mostras minha amiga, a tua faceta mais criativa.
E onde mostras também muito de ti.

beijinho

AC disse...

Pedras,
As ideias, na tua cabeça, germinam por todo o lado, e este poema é a prova disso. Nota-se que há aí muita vontade de dizer coisas - seja em palavras, fotos, desenhos, ou outras formas - de dizer bem alto o que te vai na alma. E é tanto...!

Beijo :)

Nilson Barcelli disse...

Adoro os teus poemas.
Este é excelente, brilhante.
Tens talento. E muito.
Tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Beijo, querida amiga.

Parapeito disse...

sò digo...gostei, gostei, gostei!
brisas doces nina*

Sérgio das Neves disse...

Poema deslumbrante! Aqui estou eu pronto a segui-la, com todo o carinho por si e pela sua arte! :)

Sérgio das Neves, de Tecendo o Fatum