sábado, 17 de maio de 2014

I Love you Conchita.

Foi um travesti que conquistou o Festival da canção e tudo se passaria de forma natural mas assim não aconteceu, porque o rapaz apresentou-se vestido de mulher e com barba na cara. Que ousadia! Que vergonha! Até um senhor de leste se insurgiu contra o que ele designa de "corvo" e as petições que circularam na Net para boicotar a atuação, a brilhante atuação! ..... ___Quanto preconceito? Quanta pequenez?! Quanta ignorância! _____ eu própria ouvi coisas deste lado, de gente que convive comigo.... aberrações, ideias retrogradas, pessoas mal formadas.... Com tantos problemas para resolver, problemas que nos atingem na pele, na carne, no osso, na alma.... que nos matam todos os dias, veneno mortífero___DESIGUALDADE. DESEMPREGO. DEPRESSÃO._____
Deixem o rapaz ser TRAVESTI, ANDRÓGENO....HOMOSSEXUAL o que ele quiser ser. Ele é dono de si próprio! _____ A nossa sociedade é só hipocrisia, pura hipocrisia! Muitas das vezes com imensa porcaria dentro de casa. Mas sempre pronta a apontar o dedo aos outros para não ver a MERDA que é !

Nota: Portugal levou para o Festival uma canção pimba???? Nós não queremos mostrar o que temos de melhor no país? Não é para projetar o que fazemos de bom lá fora? Ou é só o Cristiano Ronaldo que o faz? É pouco, muito pouco! Quando surge uma oportunidade, deixa-se escapar?

Viva a Conchita com a sua bela voz que cantou e encantou!
(Há muitos anos que não sigo Festivais, desde o tempo do Fernando Tordo, Paulo de Carvalho, Manuela Bravo....e desta vez apanhei algumas canções por mero acaso. Tenho dito) 

PN











6 comentários:

SANTA CRUZ disse...

Amiga: As pessoas não sabem mais coitadas, ninguem ter nada haver com aquilo que é ou possa ser cada um de nos segue a vida e a forma como quer viver.
Beijos
Santa Cruz

Anónimo disse...

É verdade é uma sociedade de hipocrisia e falsidade.
Talvez por esse motivo alguns homossexuais tenham medo de se assumirem e vivem vida duplas ou triplas.
O seu "I love you Conchita"... levou-me ao sorriso.
É fácil para certas pessoas pronunciarem a palavra amor, desvirtualizando-a e vulgarizando-a, porque desconhecem o verdadeiro conceito e os valores que esse sentimento envolve.
No Amor apenas o senhor Tempo dá a resposta... porque é no Tempo que se consagra o amor. Tudo o resto são fulgores momentâneos inerentes às novas descobertas.
Como uma criança que fica feliz e excitada com um brinquedo novo, para mais tarde o deixar ao abandono, descobrindo posteriormente que esse brinquedo tinha apenas a alegria efémera do momento.
Uma vez mais tanto se poderia escrever, sobre esta temática...
( em relação à merda que cada um de nós é, basta olhar o espelho, porque nele está o nosso melhor reflexo)
Ficamos, então...com a voz da Conchita e deixemo-lo/a alegremente feliz, cantar até que a voz lhe doa.
A vida é um palco, mas para a Conchita, soaram os aplausos e os "bravos" no festival da canção.

Uma semana muito feliz para si.

Pedrasnuas disse...

Uma semana igualmente feliz para si... confesso que gosto muito dos comentários que vem semeando por aqui!

Anónimo disse...


Eu sei!

Pedrasnuas disse...

Sorrisos!

Manuela Freitas disse...

Giro boy/girl, o que ele quiser ser!!