domingo, 10 de maio de 2015

Só nós dois...

                                                        Pierre Auguste Cot

Só nós dois…(sorriso maroto)
Imagino-o aqui…afagando minha alma
sua boca mordendo a minha, desperta emoções
em vagas fragosas e em tais visões…
que desfaleço num leito de calma
Descanse a sua mágoa no estendal
onde estão meus seios envolvidos
por entre risos divertidos
torno sua dor irreal…
Venha….deixe-se guiar por mim!
entre na alameda deste meu jardim
Veja; as flores num murmúrio a cabeça inclinaram
e os pássaros num estremeção aflito viajaram….
PN
(reedição)

Sem comentários: