sexta-feira, 26 de junho de 2015

Radiografia do quotidiano

   
Carlos e Beatriz formam um casal aparentemente feliz, têm uma filha de oito anos, ao Domingo é habitual saírem os três, hoje para variar, convidaram a irmã mais velha dele; a Leonor.
   São dez horas, há pouca gente na rua, o mar escorregadiço e húmido provoca as muralhas do porto com os dedos dos pés, num tinir marulhado que ressoa delicioso aos ouvidos mais atentos. Enquanto, os barcos periclitantes, naquele embalo matinal deixam-se mover meio adormecidos e anestesiados pela maresia.
Carlos volta-se para Beatriz com as mãos nos bolsos dos calções desportivos:
- Que dia convidativo! – exclama sorridente
- Hoje devíamos ter feito praia! – sentencia Beatriz
- Tens razão mãe…apetecia-me um mergulhinho… - acrescenta a pequena.
- Fica para outra altura! – finaliza Carlos.
- Não pode ser hoje porquê? – questiona a miúda.
- Bea, são dez e dez, daqui até ao carro é uma escalada …depois, ainda precisamos de ir a casa buscar as coisas de praia…. E quando chegarmos lá …já é hora de voltar…
- Costa, és um desmancha prazeres…. a miúda está empolgada…! – conclui Beatriz ligeiramente irritada.
- Não me digas que pensas ir para a praia ao meio dia! – remata incrédulo.
Leonor que até então permanecera em silêncio, resolve intervir.
- O Carlos tem razão, os conselhos da protecção civil é evitar as horas em que o calor é intenso….tenho por norma nunca me expor ao sol entre as onze e as cinco da tarde!
-  Para o teu irmão, nunca é hora … há sempre objecções ….se não é uma razão é outra …
- Ei, baixa a bola, sim? Fala mais baixo, quem não tem razão aqui, és tu!
- Pode até ser que não tenha…- admite contrafeita.
- A Bea não se pode queixar de mim! – replica sério.
- Para certas coisas… sim, é verdade….para outras és muito antiquado.
- Referes-te a quê? – indaga irritado.
- Hás-de convir que tens umas ideiazinhas ultrapassadas… - continua firme.
- Dá-me um exemplo! – desafia Carlos.
- Queres saber? Aquele assunto que já discutimos, sobre os possíveis namorados da Bea… pelo que pude deduzir, parece não te agradar muito a ideia…
- Ela tem apenas oito anos, Beatriz!
- E qual é o problema, há quem seja precoce! – explica triunfante
Leonor permanece calada, sente que o assunto não lhe diz respeito. Embora ambos lhe dirijam olhares, em busca de aprovação.
- Eu não fui explícito em relação a esse assunto…sei que a Bea já é bastante madura para a idade que tem…por isso pode acontecer algum namorico.
- Mentaliza-te que a Bea pertence a uma geração diferente da tua. Está desenvolvida, é bonita, naturalmente não demorará muito a dar de caras com alguém que se interesse por ela!
A rapariga, alheada a tudo o que os adultos vaticinam, põe os olhos nas embarcações e sorri:
- Costa, olha aquele barco! É giro não é?
- É filha, tem umas cores fortes.
Bea larga em retirada  e vai observar mais de perto o pequeno barco atracado ao a um recanto.
- Tem cuidado filha, não te aproximes muito…- Carlos avisa denotando alguma preocupação
- Ainda dá o mergulho tão desejado…- gracejou Leonor.
- Mas voltando ao assunto – retoma Carlos – Não me importo que namore… desde que não seja na minha casa.
- Como? E onde é que vai ser?
- Não quero os namorados dela lá em casa….isso é que não! Um dia mete - se com um, no dia seguinte mete-se com outro…. E quantos mais? …eu conheço a filha que tenho. Quer namorar? Muito bem! vá para a serra e namora à vontade!
- Impedida de namorar é que ela não fica! – assegurou com êxito a mãe.
Leonor fez-se ouvir num tom calmo:
- É preciso atenção para que a  Bea não venha a ter   nenhum deslize na pré adolescência, por exemplo, aos doze anos…. felizmente ainda está concentrada nas bonecas e nas brincadeiras… penso que é um assunto a adiar … para quando pedir explicações…e nessa altura…
- A Bea já sabe tudo… encarreguei-me de lhe abrir os olhos! E quanto a engravidar, não te preocupes, Leonor, ela aborta! – responde de forma categórica.
- Costa, vem cá ver isto! – grita Bea, chamando o pai.
PN   25 de Junho 2015

Foto pescada da Net( sem tempo para uma apurada selecção) e ligeiramente manipulada pelo Photoshop 
(Desculpem qualquer lapso)



  
  

  


Sem comentários: