segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Linchamento




Oh!…..tentaram empurrar  alguém para a sarjeta!
Outro alguém quis barrar caminho…rasteiraram-lhe os passos
Outro alguém quis elucidar…açaimaram-lhe a boca
Outro alguém quis insurgir-se…ameaçaram  cortar-lhe as goelas
E depois disso, houve uma voz agressiva que ordenou:
- Assistam à cena! Não voltem a cara!
Entortaram-lhe o rosto
Maldisseram as suas verdades
Enlamearam-lhe a pureza do carácter
Amaldiçoaram-lhe o destino…
Um algoz augurou:
- Não tem perfil para o cargo!
- Atira-o para o  fundo da valeta ! – trovejou o segundo algoz.
Outras vozes próximas, rumorejantes …cochicharam embaraçadas de espanto:
“ Fazia sombra… agora mais olhos, olham só para mim…”
“És um narciso… ”

“Teve a coragem que a muitos falta…incomodava….”
“ Pois é…falava muito alto, acima das nuvens…um altifalante gigante”

“Abocanharam-lhe o génio, arte e a verve”
“ E a verdade também…!”

“ Um homem vertical, invendível “
“Paga-se caro por isso…”
 “ Hão-de surgir outros…”
 “ Ninguém é substituível, meu caro! Muito menos este homem, um filão de ouro”
“ Paciência…”
“Pois, que há-de ser ou talvez não….”
“ Que queres tu dizer?”
“ Quando a notícia se alastrar … ele tornar-se-á uma lenda viva!”
“ Então não cairá no esquecimento?”
“ Não. Prepara-te…!”
 PN
 Fotos - Internet 




3 comentários:

AC disse...

Relincha o linchador
Imune à dor
Orgasmo no estertor. Da morte.

Um beijinho, Pedras :)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Cidadão de bem não lincha ninguém.
AG

A Casa Madeira disse...

Parece que grandes abalos precisam acontecer,
para as opinões ou acontecimentos vir á tona.
Há de se refletir e muito o que é ser cidadão...
Em todos os países...
Bela reflexão...
Bom final de semana.